quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Bauru-São Paulo-Madri

15/04/09

Chegou a hora...de verdade! Roupa e calçado de peregrina...e toca para São Paulo!

Mochila pronta e pesada várias vezes em uma farmácia perto de casa, mesmo pesando só 9 quilos, teve que ser despachada.
Os bastões de caminhada empacotados em um canudo..." los bastones" não poderiam por razões de segurança ir comigo.

E se extraviassem?...estava TUDO ali.


Um café, um pão de queijo, um abraço apertado e a pergunta..."será que vou conseguir fazer todo o trajeto?".

Meu desafio estava lançado...
Havia me dado 40 dias para a empreitada.
Conseguisse ou não era esse o "meu" tempo.

Dentro do avião...muita adrenalina e  emoção...olhava minha credencial de peregrina e imaginava se ela, ao final da viagem, estaria toda carimbada com os selos dos albergues por onde eu passaria.

Meu assento era na saída de emergência e fazia muito frio.
O jantar foi bom e o filme ajudou a passar o tempo...como eu estava focada em outra coisa nem me lembro qual foi.

Durante a noite pensei em muita gente que havia me ajudado a estar ali...família, amigos, médicos, meu massoterapeuta, meu professor de espanhol, meu professor da academia, nos peregrinos virtuais que me orientaram e na Katia Esteves que já peregrinou muitas vezes e, pessoal e desinteressadamente, me deu boas dicas.
"Obrigada gente!".


Quase na hora do desembarque em Madri o comandante avisa..."temperatura de 9 graus e chuva". 
Eu só disse..."minha nossa!"...o comissário retrucou...."algum problema?".

Nessa época na Espanha é primavera...
Minhas roupas estavam adequadas para 20 graus...não 11 a menos.

Como nós já havíamos falado do meu projeto...ele mais do que depressa trouxe um cobertorzinho embalado e me disse..."leve o bege que é neutro e combina com tuuuuuudo!...você vai precisar".

"Obrigada querido e agradeça a TAM por mim!".
Esse cobertor foi de mil e uma utilidades.


Na imigração espanhola tive que abrir tudo pois os bastões compridos e pontudos "poderiam ser armas".

Mas quando mostrei a credencial de peregrina meu passaporte foi carimbado imediatamente..."tenga un buen camino brasileña!!!".

Veria depois, durante o trajeto, que o peregrino é muito respeitado e bem acolhido. 

Em Madri troquei de terminal e tive que esperar mais 4 horas para pegar o voo até Pamplona.

8 Comentários:

Blogger imagens do magentic disse...

Leila ao tomar conhecimento que iria narrar a sua viagem que queria tanto saber, me encheu de alegria e curiosidade. Confesso que me emocionei, pois estive presente, a minha maneira, torcendo que corresse tudo como havia planejado com tanto carinho.
Tenho muito orgulho em tê-la amiga. Uma pessoa linda, tanto pelo seu aspecto exterior, visível aos olhos de qualquer um, e de uma beleza interior,esta sim, que se vê com os olhos de Amor! Você irradia LUz própria apenas dos escolhidos por Nosso Ser Maior- Deus, pois assim se fez merecedora. Transparece de todas as formas e sou uma abençoada por poder partilhar desta imensa Energia que você distribui com imensa generosidade aos seus amigos. Obrigada Leila, e vamos começar a VIAGEM...
Estou preparada, para acompanhá-la...
Tão longe em distância, no entanto perto no bem-querer e saudade.
Teruko Kanto
Yamagata- Japan.

11 de janeiro de 2010 05:38  
Anonymous Leila Liz disse...

Queridísima Teruko! Que prazer e honra tê-la como amiga e aqui comigo.
Sei que torceu, de longe, pra que eu realizasse meu sonho.
Ofereço agora meu relato a você e tantos outros que comigo caminharam.
Saudades e carinho!

11 de janeiro de 2010 08:42  
Blogger Alexander Conehero disse...

Leila, bom dia. Comecei a ler o seu relato do Caminho de Santiago e por ora estou no início. Tento fazer um paralelo com abril de 2000, quando percorri o mesmo trecho. De plano já alerto que o frio também me pegou de surpresa kkkkkkk. Peguei neve nos Pirineus, muuuuita neve. Por enquanto, fica o abraço de um peregrino saudoso daquele lugar lindo, mistico e especial. (Ah... também já morei em Bauru). Bjos.

21 de março de 2012 11:48  
Blogger Leila Liz disse...

Olá Alexandre!..naõ desista de ler até o final...vou querer saber suas impressões.
E me conte depois como foi sua experiência nos Pireneus!
Abraço peregrino!

21 de março de 2012 15:00  
Anonymous Anônimo disse...

Ler o relato, é refazer o caminho muitas e muitas vezes, dentro de nós.

bjosss
jurema

4 de abril de 2013 20:04  
Blogger ANA PUPO disse...

De Bauru, minha vizinha....pra Santiago de Compostela....meu sonho ainda não realizado ...

Bjs
Ana Pupo

4 de abril de 2013 20:30  
Blogger Leila Liz Amadei Pegoraro disse...

Jurema!!!!!!...PEREGRINA querida...VETERANA de caminhadas...bom te ver por aqui.
Muito obrigada pela visita, viu?
Beijo querida

4 de abril de 2013 20:45  
Blogger Leila Liz Amadei Pegoraro disse...

Ana Pupo de onde você é menina?...minha vizinha?
Obrigada pela visita...vai gostar do resto?...tomara!
Faca esse sonho virar realidade...a gente ajuda!
Beijo!

4 de abril de 2013 20:47  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial