segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Madri-Pamplona-Saint Jean Pied de Port

16/04/09

Em Madri minha bagagem chegou em ordem e fiz a conexão para Pamplona. Já estava muito cansada e um pouco tensa.

Por sugestão da Associação dos Amigos de Compostela de São Paulo havia feito contato com o Hector, residente em Pamplona, campeão uruguaio de ciclismo em estradas e treinador da equipe feminina da Espanha. 

Hector e seu amigo David fazem o transporte de peregrinos, de carro, de Pamplona a Saint Jean Pied de Port  por 95 euros.

Não poderia ir de ônibus pois meu avião chegaria depois do último horário e queria já ter um carro à minha espera.
"Ele estaria lá?"...era a pergunta que martelava minha cabeça.

No avião pequeno só havia famílias. Peguei a mochila na esteira e saí.
Procurei e nada, nenhum cartaz com meu nome e todo mundo tomando seu rumo.
"Calma Leila você não é marinheira de primeira viagem".

Ficamos eu e um rapaz com um micro pedaço de papel na mão no saguão.
Olhei pra ele e perguntei "Hector?"...ele "No...soy David...eres Leila?".

O trajeto para Saint Jean Pied de Port é lindo!
Muitas curvas que me "marearam un poquito", belíssimas paisagens e muitas ovelhas de cabecinha negra sendo controladas por cães pastores belgas.


Conversamos bastante e ele me disse que o tempo andava muito ruim, com chuva e atípico para a época.

Várias pessoas  haviam me desaconselhado a fazer o trajeto SJPP/ Roncesvalles à pé.
É um trecho muito íngreme pois você vai de aproximadamente 200 a 1400 metros de altitude.

É maravilhoso...pois atravessa os Pireneus...porém bastante acidentado e considerado muito difícil.

No Brasil eu tinha dúvidas se faria ou não esse trecho de 24 quilômetros.
Resolveria lá quando chegasse.

"Não tenho uma boa notícia para você Leila.
Ontem três mulheres, com hipotermia, foram resgatadas de helicóptero das montanhas e não sobreviveram" .


 Quando cheguei a SJPP fui até a Association de les Amis du Chemin de Saint Jacques de Compostelle e eles me deram um papel com as distâncias, perfis de terreno e endereços de albergues.

Pratiquei meu parco francês do ginásio, misturado ao inglês e espanhol.
Franceses não gostam muito de falar outra língua que não a sua.

"Não suba a pé, você está sozinha, cansada e com 5 horas de fuso horário descompensando seu metabolismo" me  disseram carinhosa, mas incisivamente.

Não havia ainda dormido desde a minha partida.
Contaram-me do episódio da montanha e naquele momento decidi que não iria a pé.

Minha coragem era grande mas minha prudência maior.


David havia me levado à pensão de Madame Marie, à direita na foto, com os vasos à porta.

Justificando a crise mundial ela quis me cobrar 30 euros por um quarto escuro e frio...com a calefação desligada pois para eles estávamos na primavera...e sem janelas...e eu sou um pouco claustrofóbica. 

Compreendi seus motivos mas pechinchei e paguei antecipadamente 25 euros mais 10 euros por um "suuuuper" café da manhã.
Super simples ela quis dizer. 

Havia levado 1400 euros para passar os 40 dias "espartanamente".
Cartão de crédito só para emergências.

Saí, tomei uma sopa de lentilhas, banhei-me e fui dormir vestida e dentro do meu saco de dormir.

Ansiosa e um pouco assustada encostei minha mochila e uma cadeira na porta.

15 Comentários:

Blogger Jorgomez disse...

Leila,
Agora vejo que vc esteve em s Jean mais ou menos um mes antes que eu...Pena que vc nao subiu os pirineus uma das melhores partes do caminho para mim. Ja falei a diversas pessoas que acho um grande erro começar o caminho em Sjean... deveria se começar uma ou duas etapas antes, por exemplo em Ostabat que 23 km antes e é uma cidade linda e um trajeto maravilloso... realmente e uma pedrada no primeiro dia subir direto os pirineus. tem gente que para em Orisson (uns 10km de sjean, o ultimo refugio na frança)porque nao aguenta subir...Eu estava bem nessa altura sai as 7hs sob neblina e cheguei ao alto na virgem por volta de meio dia onde fiz um almoço nas alturas...Cheguei a roncesvalles la pelas 15hrs, fiquei no refugio e comi as trutas no jantar coletivo...

4 de março de 2011 23:19  
Blogger Leila Liz disse...

Olá Jorgomez...pois é...preferi seguir o conselho de peregrinos mais experientes...não quis arriscar logo de cara!
SUBIREI à pé os Pirineus uma outra vez...e conto aqui no blog como foi.
Quem foi amou...como você.
Deve ser mesmo inesquecível como tantos outros trechos do Caminho.
Continue caminhando comigo!

5 de março de 2011 11:17  
Blogger Auro Lucio disse...

Oi, Leila! Comprei hoje meu bilhete para o Caminho. Já fiz a etapa dos Pirineus em 1999 e 2000, e quero rever montanha e as primeira etapas navarras. Concordo com o Jorgomez: vc saiu um mes antes das vezes em que fui pela montanha. É MUITO frio e nublado. Perigoso. Da próxima vez, saia mais tarde, tipo meio a final de maio. Vc vai mar os Pirineus. Abraço e parabéns!

12 de março de 2012 21:18  
Blogger Leila Liz disse...

Olá Auro Lucio,
Obrigada pelas dicas, veterano!
Vou realizar esse sonho de atravessar os Pirineus...só não sei quando.
Abraço forte

13 de março de 2012 18:53  
Blogger Musashi disse...

Oi Leila,
Tudo bem?
Estou indo em abril de bicicleta, e ainda não consegui fechar o transporte de Pamplona para SJPP. Sera que vc poderia me passar o contato do David/Hector. Muito obrigado.

18 de março de 2013 18:52  
Blogger Leila Liz disse...

Vou te enviar no email assim que conseguir o contato.
Disponha de ajuda.

18 de março de 2013 19:14  
Anonymous TARCISIO PASSOS disse...

PRUDENCIA E CANJA DE GALINHA NÃO FAZ MAL A NINGUÉM.O RISCO DEVE SER CORRIDO COM SEGURANÇA.

8 de abril de 2013 10:23  
Blogger Leila Liz Amadei Pegoraro disse...

Ótimo ditado, peregrino veterano escritor Tarcísio!!!!...riscos sempre existirão...cabe a cada um entender como e quando corrê-los.
Estou "degustando" seu livro.
Grande abraço!

8 de abril de 2013 14:44  
Blogger tiogilshalom disse...

Estou me preparando para ir a pé, tenho 65 anos conheço meus limites, mas só tenho medo do frio, por isso vou escolher o outono (agosto ou setembro) que tipo de animal temos que nos proteger? pode levar o dinheiro na sacola?

6 de junho de 2013 16:36  
Blogger Leila Liz disse...

Olá amigo percebo uma certa ansiedade em sua escrita, comum no momento da fase de preparação.
Acredito ser o outono uma época muito bonita para fazer o Caminho.
Sei de peregrinos com mais idade que a sua portanto isso não é motivo para preocupação.
O desafio está muito mais na nossa cabeça...é ela que vai comandar o seu limite, pode acreditar.
Não encontrei nenhum animal perigoso, apenas cães, gatos, ovelhas,cavalos, vacas...caso seja atacado, o que é muito raro use os bastões para se proteger. Mas fique tranquilo que isso também é RARÍSSIMO de acontecer.
Dinheiro, passaporte e cartão de crédito leve SEMPRE com você junto ao corpo em uma pochete plástica.
Abraco

6 de junho de 2013 19:55  
Blogger Leila Liz disse...

Sim amigo o CAMINHO é muito seguro, não tive problemas com ladrões.
Porém sempre é prudente tomar cuidado com seus pertences.
Estou à disposição para o que precisasse orientação.
Qual o seu nome e de onde você é?

6 de junho de 2013 19:59  
Anonymous MARILENE disse...

VALEU AMIGOS PELAS DICAS.
MARILENE

13 de agosto de 2013 12:39  
Blogger Leila Liz disse...

Obrigada pela visita Marlene.
BUEN CAMINO!

13 de agosto de 2013 19:22  
Anonymous betho feliciano disse...

Fiquei na casa de "Madame Marie" também. Suuuperrr café!!!!

28 de outubro de 2015 08:08  
Blogger Leila Liz disse...

Bela coincidência em nosso superrr café!

28 de outubro de 2015 08:31  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial