quinta-feira, 25 de março de 2010

Carrion de Los Condes-Terradillos de Los Templarios

03/05/09

Estava saindo da cafeteria e Juan me chamou...as Clarissas só permitiram que eles dormissem lá pois eram pai e filha...não os veria mais...agradeceu pelos remédios e fez a foto em mais um marco peregrino...nos despedimos...eram encantadores os dois.

 

Inconformado ele havia dito que muitos autores famosos escreviam sobre o Caminho de Santiago sem haver pisado suas trilhas...andavam de táxi e ficavam milionários com suas obras literárias.


O sonho dele de fazer o caminho com a filha não seria realizado dessa vez...ela não conseguia andar...sentia fortes dores nos quadris.


Passei pelo Monastério  Real de San Zoilo que foi muito ligado à Ordem de Cluny...movimento religioso que entre várias outras coisas resgatou os valores da pessoa humana e da paz entre os povos...hoje funciona ali um hotel.


No caminho cheio de pedras e muito seco encontrei esse casal...não conseguimos nos comunicar...eles eram finlandeses...comiam um típico lanche peregrino na beira da estrada.  



Era um verdadeiro e árido deserto que atravessaríamos...meu cantil estava cheio...as pedras faziam os pés virarem a toda hora.



Em Calzadilla de la Cueza...banco na sombra...descanso merecido.

Mulheres que são mães, esposas, filhas, profissionais e administradoras do lar têm muita dificuldade de desfrutar de momentos só delas...diria que é quase impossível que no cotidiano consigam fazer essa introspecção.

Sentia-me muito privilegiada por poder ter feito o meu "mini sabático" de quarenta dias numa fase de vida ainda com "pique" e condições físicas para suportar situações extremas de cansaço.

  

Havia muito trigo à beira das trilhas...balançavam sua cabeleira multicolorida  na cadência do vento.


Um ruído da civilização...motoqueiros passaram mostrando solidariedade...peregrinos modernos. 


Em Terradillo de Los Templarios  no refúgio Los Templarios...a hospitaleira  indicou meu quarto com dez beliches...cheguei na porta...aplausos respeitosos.

Eu era a vigésima peregrina...dezenove homens no quarto...dei meia volta e fui à recepção...  

Com jeitinho brasileiro consegui que ela abrisse um outro local e me deixasse ficar sozinha...ficou com dó de mim...nota dez para ela!

Fui lavar e estender minhas roupas...o vento estava implacável...

 

Enquanto pendurava e fixava tudo tive a assistência de um casal encantador.

Estavam presos pois adoravam brincar com roupas que caíam do varal...deixavam peregrinos sem o que vestir e muito bravos.


Jantei com a austríaca Edith...ela contou-me que eu estava incluída nos seus registros sobre o Caminho...não a veria mais...tinha combinado de encontrar-se com o marido em Santiago...de lá voariam a Paris.


Comemos bastante...bebemos mais ainda..."mucho vino"...rimos muito...conversamos sobre tudo.

Embora meu quarto fosse uma graça...tive pesadelos!

4 Comentários:

Anonymous Takei disse...

Hola Leila, estoy completamente enamorado de su sescripción del Camino de Santiago. Un montón de lugares de Paz, la serenidad y soledad. Yo ya estoy preparándome debittamente calificado para hacer esta ruta a finale de año.
Gracias por los consejos que han colocado. Perdóname, terminé de escribir en español.
Abrazos.
Takei
du Lyonn- France

27 de março de 2010 08:50  
Blogger Leila Liz disse...

Hola Takei pode escrever em espanhol se for mais confortável para você.
Fico MUITO feliz por tê-lo sensibilizado com meu relato a ponto de levá-lo a trilhar o Caminho. Minha ideia era essa mesmo.
Continuo à disposição para ajudá-lo no que for necessário para a viagem.
Continue comigo e sinta-se à vontade para multiplicar os leitores do blog enviando o endereço a mais pessoas.
Abraços.
Leila Liz

27 de março de 2010 13:12  
Anonymous  disse...

Olá Leila, o seu amigo Juan tem razão! Eu também "desinteresei" um pouco por este assunto, depois que o Paulo Coelho, para mim, um dos que fazem este tipo de jogada e é Best da literatura brasileira, e escreveu sobre este Caminho. Auto-ajuda? Para o bolso dele. É um dos poucos que escrevem ( nem digo: escritor) que consegue viver disso e está milionário. E tem seguidores fanáticos! Não consigo nem pegar um livro dele na mão: queima!!!
É a minha opinião e não poderia ficar calada.
Beijos
Tê.
Yamagata- Japan

28 de março de 2010 13:46  
Blogger Leila Liz disse...

Olá Teruko
Há muitos relatos de escritores de várias nacionalidades sobre esse Caminho.
Como o blog é democrático você pode opinar à vontade.
Beijo!

28 de março de 2010 21:33  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial