sábado, 29 de maio de 2010

Lavacolla-Santiago de Compostela


20/05/09
 A pé...passo a passo...sem tirar   nem um  dia os  pés  do  chão   chegava  ao  meu destino...concha...cajado...água...simbologia emblemática peregrina.


Absurdamente cansada...quatro quilos mais magra...muito feliz...concretizava um sonho...o coração palpitava...quase o ouvia.


Tomava forma...depois da maternidade...talvez a maior realização da minha vida...aos 54 anos.


Passei pela Rádio e Televisão Espanhola...na tela da vida pude rever meu passado...despir-me da vaidade...tive bastante tempo.

Fazia o acerto de contas com minha essência...sem inércia...decidia o que queria para o resto dos meus dias nessa vida.


Cruzava o Monte do Gozo...enquanto passava pelo Monumento aos Peregrinos...1992...visita de João Paulo II a Santiago.


Exercitei atitudes...desapego...disciplina...humildade...solidariedade...troca...
concentração...determinação...partilha.


A torre da catedral...pensava nas pessoas que conhecera...nossas diferentes profissões...nacionalidades...idades...propósitos...expectativas.


Nesse momento...exatamente aqui...em frente ao Mosteiro Martiño Pinario...barroco do século XV...meu coração...minha alma...meu corpo...desmoronaram...finalmente estava lá.


A represa rompeu...sentada nessa mureta...debruçada sobre os bastões...o choro veio...catártico.


Sentia mãos amigas...carinhosas...sobre minha cabeça...sobre meus ombros...respeitaram  meu pranto...demorado...merecido.


Na Plaza del Obradoiro havia emissoras de televisão...respondia anestesiada...não sei para quem...nem para onde...alguém registrou o rosto inchado.


Era um carismático padre alemão...queria saber o porquê de tanta emoção...acompanhei-o.


Dentro da catedral barroca...registrou a história num livro...datou...a  mão sobre minha cabeça...abençoava-me.


Fila na escada para registrar nossa chegada...mais reencontros antes de pegar o suado "diploma".


Turistas nos abordavam...perguntavam se tinha valido a pena...só balançava a cabeça afirmativamente...comovida.

Impossível contar em minutos...demoraria cinco meses para relatar quase tudo nesse blog...um ano depois.


Admirados...reverentes...queriam ver a Compostelana...nosso  "diploma peregrino"...escrito em latim.





Tradicionalmente...antes da missa dos peregrinos...ao meio dia... nossos países eram citados em várias línguas...quantos éramos...de onde havíamos começado...que vontade de aplaudir!

Todos os queridos da minha vida também estavam lá...comigo em pensamento...com profunda gratidão sentia isso...era muito forte...como lá em Roncesvalles...muitos dias atrás.

Odores  seculares impregnavam aquelas paredes...semblantes emocionados...abraços demorados...muita paz...na Catedral de Santiago...construída em 1075...época das Cruzadas...na Reconquista Cristã.


O Botafumeiro...incensário gigante iniciava seu bailado...60 quilos...1,60 metros de altura...aroma de alecrim..sons reconfortantes.

Desidratávamos...olhando ao fundo o altar com a imagem de Santiago...o Maior.



Última foto de mochila...peregrinos do mundo...havíamos nos esforçado para nos  olharmos sem julgamento...foi difícil...foi possível...a alegria era indescritível.



Fomos de "van" para o Cabo Finisterre...o fim da terra...na Idade Média considerado o fim do mundo...nossa meta à pé era só até Santiago...que luxo sentar num veículo de quatro rodas!


Animados quase deixamos Bombom surdo...música brasileira...cantoria...o motorista...jornalista...fotógrafo...gostava de brasileiros.


Trecho fantástico...agradável...dia lindo...encantamento...felicidade.


Cheiro de maresia...valentes...Karin e Rômulo entrariam na água gelada.



Não gosto de cerveja...não conheci o seu sabor espanhol...provei vários vinhos do norte...tintos encorpados...muito especiais.


Meninos haviam combinado de remover a barba juntos...no fim do mundo...meninas só queriam curtir o vento...vigoroso...energético.  


Após caminhar os 800 quilômetros oficiais do Caminho Francês...chegava ao marco zero...no Faro de Finisterre...ponto mais ocidental da Europa.


O que  sentiriam peregrinos medievais aqui...no alto desse penhasco de seiscentos metros de altura?


Para eles a terra era um "platô"...depois do oceano...um misterioso nada...a visão era magnífica.


Vitoriosos não sabíamos o que cada um  sentia...intenso e mágico magnetismo unia nossas mãos...ligava nossas almas.


A lenda mandava que se queimassem as roupas ali...depois de tantos dias fazia sentido...só tinha aquelas...de volta para casa...acharia meu armário um "shopping"...não queimei nada.


Sentia-me leve...diferente...realizada...transformada...poderia voar.


Mal consegui dormir no Hotel Mexico...fora do Casco Antiguo de Santiago.

Sem bagagem...o armário ficou vazio...xampu...hidratante...toalha grande...delícia!

Ainda não acabou...falta só um pouquinho.

8 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Beautiful photos!! Finally we made it, I can feel it all again, fantastic. I send a lot love for you over the oceans my dear friend.... Karin

18 de junho de 2010 03:22  
Blogger Leila Liz disse...

Hi my dear Karin!!!
So happy having you here after all the unforgettable moments we lived together in Spain.
Love you are sending over the oceans will be forever inside my heart.
BEIJO LINDA!

18 de junho de 2010 10:41  
Anonymous Anônimo disse...

Oi Leila, maravilhoso seu blog, não vi todo ele mas as partes que li me encheram de emoção e entusiasmo...
Adorei a parte em que vc comenta:

- na tela da vida pude rever meu passado...despir-me da vaidade...tive bastante tempo.

- Fazia o acerto de contas com minha essência...sem inércia...decidia o que queria para o resto dos meus dias nessa vida.

- Exercitei atitudes...desapego...disciplina...humildade... solidariedade...troca...concentração...determinação...partilha.


Despir-se da Vaidade, acerto de contas com a essência, decidida, amei de paixão, lindas palavras. vou continuar olhando o blog e aumentando minha ansiedade para o dia da minha caminhada.

Beijos nesse coração enorme.
Amanda G. Schling

16 de abril de 2011 19:12  
Blogger Leila Liz disse...

Cara Amanda...futura peregrina...quanto carinho e delicadeza nesse comentário!
Muito obrigada...vá agora experimentar "in loco" a grandeza do Caminho de Santiago!
Beijo grande e BUEN CAMINO!

16 de abril de 2011 20:43  
Anonymous Ana MH disse...

Parabens por todos os seus relatos, a cada trecho me revejo nos meios Caminhos, preste a recomeçar no proximo ano! obrigada por belos relatos cheios de emoção.

22 de maio de 2013 13:38  
Blogger Leila Liz disse...

Obrigada Ana pela paciência...Logo você estará lá...me conte depois.
BUEN CAMINO!

22 de maio de 2013 13:57  
Anonymous Diego Davila disse...

Adorei seu blog, muito util e com informacoes importantes sobre o caminho. Em setembro de 2014 fiz o meu ultimo caminho e como varios amigos me perguntam o que levar na mochila criei um video mostrando tudo o que levei.
http://www.meucaminhodesantiago.com/baixe-a-lista-do-que-colocar-na-mochila/
espero que seja util, e tambem falo do que nao levarei na proxima vez. Isso é importante considerando que quanto menos pesa a mochila melhor....
Continue seguindo seu blog. Abracos.

27 de fevereiro de 2015 11:09  
Blogger Leila Liz disse...

Caro Diego!
Obrigada pela resposta...meu blog foi, na verdade, apenas para contar a minha experiência pela ótica feminina...minhas sensações mais íntimas...cada pessoa olha e sente o Caminho de um jeito diferente do outro...faz fotos diferentes do outro...se relaciona com pessoas diferentes...e aí que está a magia e o encantamento dele.
Recentemente, percorri a trilha inca, no Peru, para Machu Pichu...outra incrível experiência...e para mim, que já completei 60 anos, uma grande vitória!
Quando tiver dúvidas de alguma "peregrina" e não souber responder, pois as mulheres são mais complicadinhas...risos...não hesite em me contatar...poderei ajudar você!
Bom final de semana e mais uma vez...PARABÉNS!
Abraço fraterno!

27 de fevereiro de 2015 19:22  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial